Trans Serra

8 Novembro 2015 0 comentários admin

Os 149 Km ́s deste circuito levamo-­no a subir a Serra da Estrela, desfrutar do Parque natural percorrer vales e glaciares, a subida começa em Gouveia até ás Penhas Douradas, onde nasce o Rio Mondego, até Manteigas no fundo do Vale é a descer, aqui é obrigatório provar as afamadas “Feijocas” e visitar o viveiro das Trutas e o “poço do Inferno”. Recomeça a subida pelo vale do Rossim até ás Penhas da Saúde onde a inclinação aumenta até chegar à Torre o local mais alto de Portugal Continental. Já na descida encontra o maior dos lagos criados em altitude a Lagoa comprida.

No Sabugueiro (a aldeia mais alta de Portugal) a paragem é obrigatória. A descida continua até Seia. De entre a rica fauna e flora que poderá observar no percurso à que destacar o famoso cão “serra da Estrela”.

 


Parque Natural da Serra da Estrela

O Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) fica no centro interior de Portugal essencialmente no distrito da Guarda (85%) e também no distrito de Castelo Branco (15%). Marcado por maciços rochosos de granito, xisto e xistograuvaquicos e vestígios de antigos glaciares, a elevada altitude e localização do parque natural tornam­no um dos locais de Portugal continental com maior ocorrência de chuva, neve, granizo e orvalho. A importância desta área faz com que seja Reserva Biogenética. Em 2000, foi designada uma áreade 88 295 hectares como Sítio de interesse biológico e passou a integrar a Rede Natura 2000. 

Com valores naturais relevantes, incluindo algumas espécies de flora únicas no país, nos animais destaca­se o lobo (Canis lupus), o javali, a lontra, a raposa (Vulpes vulpes), a lagartixa­de-montanha (Lacerta monticola monticola), a geneta (Genetta genetta) e o coelho­bravo­europeu (Oryctolagus cuniculus) entre outros.

Opiniões, comentários e questões...

* Campo requerido

Comentários (0)